About Me

In English

Management is not always glamorous; its shine is overshadowed amidst various economic and social problems. Thinking about it, I research, paraphrasing Gareth Morgan in his book ‘Images of Organization’, “dark side” of companies and institutions.

Graduated in Administration, I always had in research looking for new ways to conduct the organizations’ strategy, with a focus on transparency and inclusion of all stakeholders. In my MBAs it was no different, so much so that in my MBA in Marketing I sought to identify how digital marketing interfered in the strategic conduction of electoral campaigns. In my MBA in Management and Municipal Public Policies, I identified the need to demonstrate that the role of the State is still necessary to prevent the population from drifting, making a subtle criticism of libertarianism.

In the Master’s in Administration, I sought to identify, through discourses, how the managerial strategy, based on the exploitation of workers, is legitimized in a public organization. For that, I base myself on ideology, hegemony, and power relations as mechanisms of oppression of those at the top of organizations.

Now, as a doctoral student in Administration linked to the PPGA/UCS, I carry out research based on the Critical Management approach, focusing on the deconstruction of strategic decision-making structures, through the concepts of plural and radical democracy.

Em Português

Nem sempre a gestão é glamourosa, seu brilho fica ofuscado em meio a diversos problemas conjunturais e sociais. Pensando nisso pesquiso, parafraseando Gareth Morgan em seu livro ‘Imagens das Organizações’, “lado negro” das empresas e instituições.

Graduado em Administração sempre tive em pesquisas buscar novas formas de conduzir a estratégia das organizações, com enfoque na transparência e inclusão de todos os stakeholders. Em minhas especializações não foi diferente, tanto que em meu MBA em Marketing busquei identificar como o marketing digital interferia na condução estratégica das campanhas eleitorais. Já no meu MBA em Gestão e Políticas Públicas Municipais identifiquei a necessidade de demonstrar que o papel do Estado ainda é necessário para evitar que a população fique à deriva, realizando uma sutil crítica ao libertarianismo.

No mestrado em Administração busquei identificar, por meio dos discursos, como a estratégia gerencialista, baseada na exploração dos trabalhadores, é legitimada em uma organização pública. Para tanto me baseio na ideologia, hegemonia e relações de poder como mecanismos de opressão daqueles que estão no topo das organizações.

No momento, doutorando em Administração vinculado ao PPGA/UCS, realizo pesquisas com base na abordagem Critical Management, com foco na desconstrução das estruturas estratégicas de tomada de decisão, através de conceitos de democracia plural e radical.